Guia de Orientação para o Processo de Escolha Unificado do Conselho Tutelar

11124555_441571442664200_2725737304153285074_n

O segundo processo de escolha unificado ocorrera no dia 06 de outubro de 2019, quando serão escolhidos os novos membros que farão parte do Conselho Tutelar para o próximo quadriênio.

A Secretaria Nacional dos Direitos Humanos de Crianças e Adolescente publicou o Guia que serve  de subsidio para os Conselhos Municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente  na sua responsabilidade administrativa de conduzir o processo de escolha dos membros do Conselho Tutelar.

O Guia pode ser baixado no link: Baixe aqui

3 Dicas para Lidar com o Comportamento Negativo da Criança

gallery-thumbnailsU1LMNG00

1. A primeira dica é sobre ter autoridade:

A autoridade perpassa pela questão da referência. Os pais precisam dedicar o mínimo de tempo para dar atenção  para seu filho. Muitas vezes  até mesmo  jogar um vídeo game bater um bom papo, dando um toque de afeto, fazendo com que ela se sinta importantes e especial. O que as crianças precisam é reconhecimento, o carinho e afeto das pessoas que são importantes na sua vida.

2. A segunda dicas é ter respeito.

Essa é uma das regras de ouro na relação humana: fazendo pelo outro aquilo que gostaria que fizesse a você. O que a crianças precisa é ser  reconhecida e respeitada na sua dignidade como um ser único em formação com características que lhe são próprias.

3.  A terceira dica  seja  integro.

Você se considera integro? Faz o que promete ou você é um daqueles que diz uma coisa é faz outra. Faço o que digo , não faça o que faço. Muitos pais fazem promessa para seu filho e não cumpre com a promessa. Quando as crianças tem modelos positivos para seguir, elas entende que fazer a coisa certa é viável. É neste fazer o bem que vem auto cuidado que lhe é proposto sutilmente, adquirindo valores necessários na convivência social.

José Boff- Pedagogo,Especialista em Psicopedagogia Clinica e Institucional.

5ª Conferência Municipal dos Direitos da Crianças e Adolescente com a Palestra de José Boff é sucesso de público

DSC_7956

A  5ª Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente em Caraguatatuba, organizada pelo CMDCAC foi um grande sucesso.

Quase 500 pessoas estiveram presentes no Teatro Mário Covas no dia 26 de maio 2015. Com a palestra de José Boff, abordando o tema: “A Política e o Plano Decenal de Direitos Humanos de Criança e Adolescente- Fortalecimento do Conselho de Direitos”.

José Boff fará palestra na 5ªConferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente em Caraguatatuba

O pedagogo e especialista em gestão de políticas públicas ministrará palestra na 5ª Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente em Caraguatatuba.

Boff, estará presente nesta segunda feira  (25 ) na abertura da 5ª Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, realizada no Teatro Mario Covas na cidade de Caraguatatuba, litoral norte do e Continuar lendo

A redução da maioridade penal é a solução?

artigo_85129

Alguns parlamentares e ou representantes da sociedade civil estão aproveitando o fato de que a sociedade está farta de ver adolescentes envolvidos com o crime, sendo usados pelo crime, e saírem “incólumes” impunes. E estão tentando aprovar um projeto de lei, de emenda constitucional considerada cláusula pétrea. Para que possam por fim em uma situação que se arrasta desde que foi implantado o Estatuto da Criança e do Adolescente há vinte cinco anos. Contudo reduzir a idade penal é o caminho? Vez que o envolvimento de adolescentes a pratica infracional tem sua origem na forma de como está organizado a economia brasileira gerando desigualdades sociais. E a ausência de políticas púbicas para a juventude. Sabendo que essa medida é paliativa não resolve tantas décadas de ausência do Estado e por fim agravando e oficializando um fenômeno social chamado “A supressão da juventude brasileira”, uma vez que, trinta mil adolescentes desaparecem do cenário brasileiro, tendo suas vidas ceifadas precocemente pela violência institucionalizada. Partindo do princípio de que uma sociedade saudável é aquela que prepara os seus futuros homens para substituir os outros em um futuro próximo, é no mínimo insano pensar que estamos castrando os nossos homens. Que herdarão esta sociedade, segundo Pitágoras: “Educai as crianças para que no futuro não seja preciso castrar os homens”. Algo nos diz, ou seja, nos grita que estejamos no caminho errado, vez que os países que adotaram esta medida estão revendo, que é o caso do Japão e estados Unidos. Acreditamos que não seja através do ódio, através do escárnio cego da apelação visando lucro, que se resolva esta situação, que iremos dar um rumo para um problema social tão agudo como esse. Não vai ser do dia para noite. A sensação de impunidade não se dá só quando um adolescente é apreendido e logo solto, mas também quando um poderoso e ou político faz a suas: “rouba” e a impunidade impera. E ultimamente a sociedade está mais sensível para lidar com estas questões, por conta dos acontecimentos atuais.

José Boff é pedagogo e especialista em gestão de políticas publicas

CONANDA AMPLIA O PRAZO PARA O MUNICÍPIO FINALIZAR O PLANO DECENAL MUNICIPAL

people-answers-10018287Resolução 171 do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (CONANDA) “estabelece os parâmetros para discussão, formulação e deliberação dos planos decenais dos direitos humanos da criança e do adolescente em âmbito estadual, distrital e municipal”.

A Resolução estabelece o papel dos Conselhos dos Direitos da Criança e do Adolescente na criação de uma Comissão Intersetorial para Discussão e Elaboração do Plano Decenal dos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes.

Leia aqui a resolução 171 (na página 2 do documento, após a resolução 169).

A comissão será coordenada pelo Conselho dos Direitos e terá participação do Conselho Tutelar, conselhos setoriais, órgãos estaduais, distrital e municipais, Fórum dos Direitos da Criança e do Adolescente, organizações da sociedade civil integrantes do Sistema de Garantia de Direitos, e crianças e adolescentes.

Crianças e Adolescentes Participam da 1ª Conferência Municipal Lúdica de Caraguatatuba.

Caragua 006 A 1ª Conferência  Lúdica realizada no município de Caraguatatuba,  ocorreu no último no dia 06 de maio, mobilizando mais 150 crianças e adolescentes de  de diversos projetos da rede socioassitencial, rede de ensino municipal e estadual, participaram de diversas atividades lúdicas, além de palestra onde foi enfocado tema como: Direitos das crianças e adolescentes de brincar e participar, “À educação, saúde, esporte, cultura e lazer”, À convivência familiar e comunitária”, e aos “Direitos das crianças adolescentes. No decorrer da ConferCaragua 009ência foi feita a palestra pelo pedagogo, José Boff, especialista em psicopedagogia e gestão de políticas públicas, tendo como  tema central A Política e o Plano Decenal de Direitos, humanos da Criança e Adolescentes, Fortalecendo os Conselhos Municipais dos Direitos da Criança e Adolescentes. O conteúdo foi mostrado de maneira lúdica e didática, estimulando a participação das crianças e adolescentes e até de adultos presentes na Conferência. A Conferência contou  uma metodologia adequada considerando a diversidade  de idade  entre o  público alvo, estimulando a participação e  discussão de propostas para a política e o plano decenal de direitos humanos de crianças e adolescentes.  Para discutir os eixos os participantes foram divididos por eixos  seguindo as recomendações do GUIA 1 do CONANDA( Conselho Nacional dos Direitos da Crianças e do adolescente), que orienta quanto a necessidade de adoção de  metodologia e técnicas,tais  como: arte educação, desenhos, pintura, colagem, poesia e musicas, estimulado a produção dos trabalhos em grupos. As atividades contaram a coordenação do pedagogo, José Boff, que fez  mediação pedagógica subsidiando, esclarecendo as dúvidas dos participantes.Caragua 014 Na terceira etapa da Conferência, as crianças e adolescentes participaram das oficinas sobre os eixos temáticos, tendo  como  facilitadores os profissionais, educadores sociais da rede socioassistencial. A metodologia adotada estimulou participação e interesse das crianças e adolescentes pelo tema. A produção dos trabalhos foram apresentados na plenária da Conferencia, através de cartazes, desenhos e pinturas com as  propostas para  os eixos temáticos. Caragua 035 As propostas aprovadas na 1ª Conferência Lúdica serão levadas  para  Conferência Municipal Convencional e  Etapa Regional. . Continuar lendo

Crianças e Adolescentes Participam da 1ª Conferência Lúdica Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Santa Albertina

IMG_2511[1]A Conferência Lúdica Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Santa Albertina, aconteceu no último dia 27 de abril de 2015, na Câmara Municipal.

A abertura oficial foi feita pela presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança que saldou todas as autoridades presentes e participantes deu inicio  com apresentação de um número de dança  pelas crianças e adolescentes  do Serviço de Fortalecimento de Vinculo do Departamento de Assistência Social. Os trabalhos foi iniciados , às 09:00. A mesa de abertura foi formada pela presidenta do CMDCA de Santa Albertina.IMG_2510

IMG_2547[1]

A palestra magna do dia foi feita por José Boff, que apresentou os  desafios propostos pela Conferência com o tema: A Política e o Plano Decenal dos Direitos Humanos de Crianças e do Adolescentes, destacando a importância do fortalecimento do Conselho Municipal dos Direitos no seu papel  como órgão de controle social  dentro  do sistema de garantia de direitos da criança e do adolescente.

IMG_2515

Na terceira etapa da Conferência, as crianças e adolescentes participaram das oficinas sobre com objetivos de conhecer e reconhecer seus direitos nas áreas de: saúde, educação, assistência social, cultura, esporte e lazer. A metodologia adotada de arte educação estimulou participação e interesse das crianças dos adolescentes pelo tema, favorecendo a produção do grupo. Os resultados foram apresentados na plenária da Conferencia, através de desenhos e cartazes sobre as propostas dos grupos sobre os eixos temáticos.

IMG_2521[1]

As propostas aprovadas na 1ª Conferência Lúdica serão levadas para etapa regional, que acontecerá em Rio Preto.