As 3 coisas que os pais precisam saber para proteger seus filhos contra a pedofilia

familiaSe tem uma coisa que todos os pais temem é a pedofilia. Ainda mais quando observamos cada vez mais denúncias contra esse crime principalmente na mídia e em notícias de jornal ou mesmo na internet. E é para ajudar você a proteger os seus filhos que separamos aqui três coisas que todo pai precisa saber para proteger as suas crianças da pedofilia.

Para quem não sabe a pedofilia é o abuso sexual contra crianças e adolescentes e é um assunto muito sério. Na mídia podemos ver cada vez casos mais horríveis que envolvem estranhos, pais, professores, padrastos, familiares e até mesmo líderes religiosos. O que mais assusta desse tipo de crime é que a violência pode vir de qualquer lugar.

E como todo cuidado é pouco, separamos aqui três coisas que todo pai precisa saber para manter o seu filho protegido.

Continue lendo e confira!

É preciso ter diálogo

Em 2010 a apresentadora americana Oprah Winfrey realizou uma série de matérias sobre o assunto em seu programa e neles foi mostrado que meninos e meninas que reagiram aos ataques, ou seja, que gritaram, fugiram ou mesmo contaram aos pais, não sofreram abuso. Isso significa que essas crianças conseguiram escapar de seus agressores porque elas sabiam o que estava acontecendo.

Dessa forma, uma das medidas mais importantes que os pais podem tomar para proteger seus filhos é o diálogo com eles. Obviamente, o tom da conversa vai variar de acordo com a idade da criança, mas esse tipo de diálogo deve começar cedo.

Se ela for pequena, ensine-a que ninguém pode tocar em determinadas partes do corpo dela e que há coisas que são inaceitáveis de serem feitas com ela. Dessa forma, quando acontecer algo que contrarie o aceitável – de acordo com o que você ensinou a ela – ela vai se manifestar de alguma forma.

Quanto maior a criança, mais aberto pode e deve ser o diálogo.

Seja atencioso

A segunda coisa mais importante é prestar atenção no comportamento do seu filho. Sempre observe a relação que a criança tem com adultos e observe o seu comportamento perto de pessoas mais velhas.

Caso perceba uma mudança de comportamento, como aumento de irritabilidade, ansiedade, tristeza constante ou mesmo comportamentos sexuais que não são adequados à idade de seu filho, procure um especialista. Caso algo esteja acontecendo um psicólogo vai saber identificar e ajudar você e a sua criança.

Muitas vezes a criança tem medo de falar o que aconteceu por achar que ninguém vai acreditar ou mesmo que ela vai levar uma bronca. Tenha uma conversa aberta e confortadora com a sua criança.

Oriente seu filho sempre

Alguns dos maiores perigos estão onde não conseguimos enxergar, como a internet. Portanto, mantenha sempre o computador na sala, para que consiga ver o que o seu filho está fazendo.

Como ele sempre pode acessar o computador em outros lugares, como a casa de algum amigo, é importante sempre orientar a criança para que esta não permita que estranhos se aproximem.

 

José Boff é Pedagogo e Especialista em Psicopedagogia Clinica e Institucional.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.